ESTRATÉGIAS

Print Friendly

Museu contra a intolerância

ED. 176 | OUTUBRO 2010

 

O projeto: museu e escola

A Universidade de São Paulo (USP) apresentou o projeto arquitetônico do Museu da Tolerância, que será construído na Cidade Universitária. Ligado ao Laboratório de Estudos sobre a Intolerância (LEI) da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), o museu terá duas bibliotecas, cinemateca, auditório, galerias para exposições, salas de multimídia, salas de aula, laboratórios de restauração e conservação, espaços de convivência, além de uma área que abrigará o LEI. Como a missão do museu é combater intolerâncias políticas, religiosas, culturais e sociais, haverá seções temáticas sobre índios, africanos e judeus, vítimas tradicionais de preconceito. A presidente do museu, Anita Novinsky, diz que ele seguirá um conceito peculiar. “Será uma escola voltada para a educação, com o sentido de transmitir conhecimentos sobre o valor da diversidade humana e das diferentes culturas e de demonstrar as consequências do fanatismo e da intolerância”, diz ela, que é professora da USP. O projeto é assinado pelo escritório Frentes, de São Paulo.


Matérias relacionadas

MEMÓRIA
Academia Brasileira de Ciências comemora centenário
JETER BERTOLETTI
Museólogo fala do desafio de conciliar pesquisa com divulgação científica
TESOUROS CIENTÍFICOS
Equipes driblam dificuldades para restaurar objetos científicos antigos