Imprimir PDF

repetições

Já escrevi isso antes…

laurabeatrizO autoplágio é uma infração muito mais leve do que a apropriação de dados alheios, mas a prática de publicar como originais achados que o pesquisador já divulgara anteriormente vem sendo debatida após uma controvérsia surgida na Queen’s University, em Kingston, Canadá. Reginald Smith, professor emérito de engenharia de materiais, é acusado de publicar pelo menos 20 papers contendo material copiado de artigos que ele próprio escrevera antes. Pelo menos três artigos foram cancelados pelos periódicos que os haviam publicado. “Smith sempre foi um bom cientista, mas algo aconteceu para ele entrar no negócio dos papers duplicados”, disse à revista Nature Chris Pickles, também professor de Queen’s. O expediente costuma prestar-se a inflar currículos, sugerindo uma produtividade maior do que a real. “Embora não seja impróprio reproduzir textos no tópico sobre a metodologia da pesquisa, espera-se que os resultados, a discussão e os resumos tragam dados novos”, diz Harold Garner, especialista em bioinformática do Instituto Politécnico de Virgínia, nos Estados Unidos. Uma análise feita por Garner na base de artigos Medline mostra que a republicação de papers está caindo desde 2006. Ele credita isso à vigilância dos editores de periódicos, que usam softwares para checar os artigos propostos.

Republicar