Imprimir PDF

Colegas na Justiça

Colegas na Justiça

laurabeatrizA Corte Superior de Lima anulou uma sentença que condenava Ernesto Bustamante, pesquisador do Colégio de Biólogos do Peru, em um caso inédito naquele país. Ele havia sido processado por uma colega, a bióloga Antonieta Gutiérrez Rosatti, da Universidade Nacional Agrária La Molina, que se ofendeu com as críticas que ele fez ao trabalho dela sobre milho transgênico. Bustamante disse publicamente que o estudo de Antonieta tinha graves erros metodológicos e não havia sido submetido à análise de outros especialistas. Ela reagiu e processou o colega, que em abril de 2010 foi condenado por difamação, obrigado a pagar uma multa equivalente a US$ 1,8 mil e impedido de sair do país. Pesquisadores do Peru e de outros países protestaram, alegando que houve uma coerção à busca da verdade que caracteriza o trabalho científico. Bustamante recorreu e inverteu a sentença. O jogo mudou também por outra razão: em junho de 2010, o Instituto Nacional de Pesquisa Agrícola (Inia) informou que, ao contrário do que Antonieta havia afirmado em 2007, nenhum sinal de milho transgênico havia sido encontrado nas 164 amostras colhidas na região onde ela teria trabalhado. A Corte Superior determinou o reinício do julgamento, caso não haja uma conciliação entre os interessados (SciDev).

Republicar