Movimento de areia pode aprimorar produção de cerâmica | 11.05.2012

 

Em um experimento simples, pesquisadores colocaram material granular (grãos de quartzo, de óxido de alumínio e de óxido de ferro) em uma bandeja de acrílico. Ela foi agitada a diferentes frequências e amplitudes sob o controle de um computador. Assim, os pesquisadores identificaram o comportamento de grãos de areia que ainda não havia sido descrito.

Agitados na horizontal, os grãos se deslocam mergulhando junto às paredes do recipiente e emergindo na região central. À medida que os grãos se movimentam, o conjunto se expande lentamente e ocupa um volume maior na área central da bandeja. Em seguida, os grãos sofrem um colapso abrupto e retornam ao volume original.

Com essa descoberta, a produção de cerâmicas ultraduras pode ser aprimorada no futuro.

Saiba mais na reportagem:  Mistérios da areia.

videos
 17/01/2018
Inflamação diminui conexões de neurônios de crianças com o transtorno
 04/01/2018
Ações coletivas viabilizam projetos de pesquisa no país
 13/12/2017
Pesquisadores comentam o flagra da colisão de estrelas de nêutrons
 28/11/2017
Trabalho busca desvendar ritmos circadianos de roedor
 13/11/2017
Biografia de Lima Barreto sob o olhar permeado pelas questões raciais
 31/10/2017
Ataliba Castilho comenta a dinâmica da transformação oral do português
 17/10/2017
Mata Atlântica volta a crescer no Vale do Paraíba
 02/10/2017
Sapinhos da Mata Atlântica não escutam o próprio canto
 19/09/2017
Cana-de-açúcar transgênica é resistente à principal praga dos canaviais
 06/09/2017
​Etnógrafa viajou pela América do Sul para estudar grupos indígenas
 21/08/2017
Balões levam internet a lugares remotos
 09/08/2017
Experimento reproduz fenômeno que pode ocorrer perto de buracos negros
 25/07/2017
Estratégias para monitorar as áreas arborizadas das cidades
 10/07/2017
Forma de medir o quilograma será redefinida
 27/06/2017
Os desafios de diagnosticar e tratar disfunções genéticas sexuais
Anteriores