Imprimir PDF

Resenha

Telescópio das ciências sociais

Dicionário temático desenvolvimento e questão social: 81 problemáticas contemporâneas | Anete Brito Leal Ivo, Elsa S. Kraychete, Ângela Borges, Cristiana Mercuri, Denise Vitale e Stella Sennes (coordenadoras) | Annablume / CNPq / Fabesp, 564 páginas, R$ 85,00

Resenhas_Dicionarioeduardo cesarNo deserto de Atacama, no Chile, encontram-se dois conjuntos de telescópios que mudaram a capacidade e forma de observar e analisar o Universo. A associação do Dicionário temático desenvolvimento e questão social, com seus 81 verbetes, à potência desses novos telescópios decorre da sua capacidade de nomear, mapear e sistematizar os debates acadêmicos e políticos sobre os dois temas contidos no título, relacionando-os e conjugando-os com uma diversidade de conceitos, dinâmicas e instituições, como, por exemplo, tecnologia, cooperação internacional, direitos, trabalho, participação, Cepal e ONU, entre outros

Logo na apresentação há a pergunta: “Qual a capacidade das ciências e dos saberes na recriação de condições efetivas de inovação e formulação de novos paradigmas de desenvolvimento e proteção social?”. O dicionário em si já é uma resposta. Apesar do claro posicionamento da maioria dos autores a favor do desenvolvimento sustentável com centralidade na igualdade e equidade sociais, o fio metodológico que perpassa os verbetes busca, sistematicamente, as mais importantes vozes que fizeram diferença nos debates e situa o leitor na diversidade de posições que, não raramente, conflituam entre si.

Vários autores introduzem instituições não apenas como objetos de estudo, mas como produtores do conhecimento e consensos, disseminados por meio de diretrizes, políticas e eventos. Por fim, os debates acadêmicos e políticos apresentados são permeados pela presença dos atores sociais. Se a polissemia das vozes, neste caso, impede sua agregação, o recurso às suas expressões institucionais, às suas representações e às dinâmicas sociais enriquece a discussão.

O telescópio de ciências sociais mirado para os desafios do desenvolvimento pelo prisma da questão social se baseia na alta especialização dos seus 84 autores. O livro é uma leitura útil e norteadora para todos aqueles que buscam fazer diferença no mundo que nos coloca questionamentos nada triviais.

Monika Dowbor é pós-doutoranda do Centro de Estudos da Metrópole  (CEM) e do Núcleo de Democracia e Ação Coletiva do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap).