FOTOLAB

Print Friendly

Do chão para o céu

ED. 227 | JANEIRO 2015

 

Fotolab_RA 8 nov 2014Raios também podem partir do chão em direção à nuvem de tempestade. A rara foto ao lado, feita em 8 de novembro passado, mostra um raio ascendente que se iniciou em uma das torres do pico do Jaraguá, em São Paulo. O Jaraguá e a avenida Paulista são continuamente monitorados por câmeras do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). As imagens são depois analisadas por pesquisadores que estudam as possíveis consequências do fenômeno. “Como o padrão atual de proteção contra raios é baseado em raios descendentes, o estudo pode identificar riscos associados aos ascendentes presentes em torres altas e geradores eólicos”, diz Marcelo Saba, pesquisador do Inpe.

Imagem enviada por Marcelo Saba, do Inpe

Se você tiver uma imagem relacionada à sua pesquisa, envie para imagempesquisa@fapesp.br, com resolução de 300 dpi (15 cm de largura) ou com no mínimo 5 MB. Seu trabalho poderá ser selecionado pela revista.


Matérias relacionadas

CIÊNCIAS ATMOSFÉRICAS
Modelo matemático ajuda a prever a evolução de redemoinhos
GEOLOGIA
Amazônia sofreu oscilações climáticas importantes nos últimos 45 mil anos
CIÊNCIAS ATMOSFÉRICAS
Sul do Brasil é uma das regiões com mais tempestades intensas de granizo