FOTOLAB

Print Friendly

Nobreza no nanomundo

ED. 228 | FEVEREIRO 2015

 

Fotolab_Ouro-nanométricoOuro parece atraente até em escala nanométrica. As nanoplacas (amarelo) e nanopartículas (vermelho) do metal nobre sobre uma placa de silício (azul) foram obtidas por microscopia eletrônica de varredura e coloridas pelos pesquisadores do Grupo para o Avanço no Design de Nanomateriais (GrAND) do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (IQ-USP). Nesta imagem, as cores artificialmente introduzidas refletem as variações nas propriedades ópticas do ouro quando este metal se encontra na nanoescala. “Nanomateriais metálicos apresentam propriedades químicas, eletrônicas, magnéticas e ópticas singulares, que possibilitam aplicações em áreas como catálise, eletrônica, armazenamento de informação, medicina e plasmônica”, diz Pedro Camargo, do Departamento de Química Fundamental do IQ-USP.

 Imagem enviada por Pedro Camargo, do IQ-USP 

Se você tiver uma imagem relacionada à sua pesquisa, envie para imagempesquisa@fapesp.br, com resolução de 300 dpi (15 cm de largura) ou com no mínimo 5 MB. Seu trabalho poderá ser selecionado pela revista.


Matérias relacionadas

ASTRONOMIA
Colisão de estrelas de nêutrons inaugura nova era na astronomia
MARIA DE FÁTIMA ANDRADE
Poluição do ar na cidade de São Paulo diminuiu nos últimos 30 anos
PESQUISA BRASIL
Sapo surdo, qualidade do ar, galhas no pampa gaúcho e acesso aberto