FOTOLAB

Print Friendly

Rendilhado na floresta

ED. 229 | MARÇO 2015

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERAArildo Dias obteve esta imagem ao cortar o caule de uma liana (cipó) e aplicar corantes em trabalho realizado durante seu doutorado em biologia vegetal na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Em vermelho as fibras, que ajudam na sustentação, e elementos de vaso do xilema, para transporte de água. Em azul o parênquima, de armazenamento, e em maior quantidade o floema, que transporta açúcares. Essa distribuição lhe permitiu comparar lianas e árvores de florestas em Campinas e Ubatuba, respectivamente interior e litoral de São Paulo. As lianas, em parte por  se apoiarem nas árvores, podem investir mais nos vasos em detrimento da sustentação, o que as torna mais eficientes onde há menos chuva.

Foto enviada pelo biólogo Arildo Dias

Se você tiver uma imagem relacionada à sua pesquisa, envie para imagempesquisa@fapesp.br, com resolução de 300 dpi (15 cm de largura) ou com no mínimo 5 MB. Seu trabalho poderá ser selecionado pela revista.


Matérias relacionadas

FERNANDA ABRA
Sistema é desenvolvido para diminuir atropelamentos de animais em rodovias
FABIO SANTOS DO NASCIMENTO
Insetos se reconhecem por meio de substâncias que recobrem seus corpos
PESQUISA BRASIL
Insetos sociais, raios cósmicos, animais na pista, e menos água no arroz