Pesquisa investiga origens e particularidades do português falado no Brasil | 24.04.2015

Programa veiculado no dia 24 de abril de 2015

 

Estudos realizados nos últimos 30 anos com documentos antigos e entrevistas de campo mostram que o português falado no Brasil já pode ser considerado único, ou seja, diferente da língua falada em Portugal. No estúdio da Rádio USP, José Simões, do Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP), fala sobre particularidades do português brasileiro e suas origens.

Também nesta edição, Rafael Oliveira, do Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (IB-Unicamp), conta como especializações nas raízes permitem que algumas plantas conseguem se desenvolver nos campos rupestres. Esse tipo de vegetação ocupa uma área que não chega a 1% do território nacional, mas um levantamento recente indicou que abriga cerca de 11 mil espécies: um terço da biodiversidade vegetal brasileira.

Programação musical:
O sol nascerá – Cartola
Língua – Caetano Veloso
Caminho do Mar – Marisa Monte e Carminho
Amigo Folharal – João Bá
Odeon – Vânia Bastos

Apresentação: Fabrício Marques e Celso Filho
Participação: Carlos Fioravanti
Gravação e montagem: Beto Alves
Produção e roteiro: Biancamaria Binazzi

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Pesquisa Brasil vai ao ar todas as sextas-feiras às 13:00, pela Rádio USP.
Assine Pesquisa Brasil como podcast!

Baixar o MP3
Veja aqui o arquivo do Pesquisa Brasil

podcast
 11/08/2017
Zika, cidades unidas e assinaturas duplicadas
 04/08/2017
Mimetismo animal, patrimônio geológico e gastos federais
 28/07/2017
Crescer com Down, astrofísica na banheira e cogumelo mais antigo do mundo
 21/07/2017
Soluções microscópicas, Instituto Biológico e satélite de comunicações
 14/07/2017
Zika monitorado, tremores no Brasil e recuperação do cerrado
 07/07/2017
Monitoramento de árvores, combustível espacial e óxido de grafeno
 30/06/2017
Quilograma, organizações feministas e horror brasileiro
 23/06/2017
Bororo, olfato, buracos negros e efeito Unruh
 09/06/2017
Morcegos, poluição luminosa e batata em cachos
 02/06/2017
Biodiversidade, dinossauros, fósseis e biometria
 26/05/2017
Humanidades digitais, Paulicéia 2.0, blecautes e Kepler-186
 19/05/2017
Fotografia onipresente, gene do gado e João Antônio
 12/05/2017
Greening, preprint, chip e bioluminescência
 05/05/2017
Cultura 3D de células, envelhecimento e veneno da lagarta
 28/04/2017
Mapa da ciência, fungo e sapos, apoio à pesquisa e escravidão
Anteriores