FOTOLAB

Print Friendly

Criaturas da selva

ED. 243 | MAIO 2016

 

Fotolab_JuntoNuma expedição em 2009 à Floresta Nacional de Pau-Rosa, no Amazonas, o biólogo Pedro Peloso e colegas encontraram pererecas cantando às margens do rio Paraconi. Tinham cerca de 2 centímetros de comprimento e eram uma espécie desconhecida, agora batizada como Dendropsophus mapinguari (South American Journal of Herpetology, abril). O nome homenageia a criatura mitológica peluda de um olho só que habita o imaginário amazônico. O anfíbio amarelo tem manchas ou listras marrom-avermelhadas. As duas formas parecem existir em proporções equivalentes, mas pouco se sabe de sua ecologia. “Na Amazônia, é raro termos os recursos para voltar a uma localidade”, conta o pesquisador.

Imagem enviada por Pedro Peloso, pesquisador de pós-doutorado do Museu Paraense Emílio Goeldi

Se você tiver uma imagem relacionada à sua pesquisa, envie para imagempesquisa@fapesp.br, com resolução de 300 dpi (15 cm de largura) ou com no mínimo 5 MB. Seu trabalho poderá ser selecionado pela revista.


Matérias relacionadas

BIODIVERSIDADE
Pequenas variações genéticas alteram cor das penas de aves
ECOLOGIA
No Brasil, quase metade das espécies de morcego vive em cidades
QUÍMICA
Processo químico da bioluminescência de fungos é reciclável e flexível