FOTOLAB

Print Friendly

Química sustentável

ED. 244 | JUNHO 2016

 

Fotolab_ZnO-21_031-crop-HFW-37.3µm_X8.000O que parecem ser flores na verdade são catalisadores muito pequenos. Em escala nanométrica, na verdade, feitos de óxido de zinco. “Usamos para produzir compostos químicos de maior valor agregado a partir de açúcares que vêm do bagaço da cana-de-açúcar”, conta o engenheiro químico Marco André Fraga, chefe da Divisão de Catálise e Processos Químicos do Instituto Nacional de Tecnologia (INT), no Rio de Janeiro. Dependendo da maneira como são sintetizadas em laboratório, essas estruturas podem ter formatos completamente diferentes, como algo semelhante a lápis apontados nas duas extremidades.

Foto enviada por Francisco Rangel, técnico em microscopia eletrônica do INT

Se você tiver uma imagem relacionada à sua pesquisa, envie para imagempesquisa@fapesp.br, com resolução de 300 dpi (15 cm
de largura) ou com no mínimo 5 MB. Seu trabalho poderá ser selecionado pela revista.


Matérias relacionadas

FABIO SANTOS DO NASCIMENTO
Insetos se reconhecem por meio de substâncias que recobrem seus corpos
PESQUISA BRASIL
Insetos sociais, raios cósmicos, animais na pista, e menos água no arroz
IGEM
Brasileiros ganham medalhas em competição de bioengenharia