CARREIRAS

Print Friendly

Novas perspectivas de emprego para pós-graduados

RODRIGO DE OLIVEIRA ANDRADE | ED. 247 | SETEMBRO 2016

 

Com o propósito de auxiliar pesquisadores a pensar em novas possibilidades de carreira, a Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS) lançou o Individual Development Plan, uma plataforma on-line criada para ajudá-los a examinar suas próprias habilidades, identificar seus interesses, determinar seus valores e, a partir daí, explorar opções de carreira fora da universidade que melhor se adaptem ao seu perfil. A AAAS também lançou um documento com relatos de profissionais de áreas distintas sobre transições de carreiras bem-sucedidas e impulsionadas por motivações diversas.

A criação da plataforma se dá em um momento delicado. Um estudo recente da National Science Foundation (NSF), a principal agência de fomento à pesquisa dos Estados Unidos, verificou um aumento do índice de desemprego naquele país entre indivíduos que recém-concluíram o doutorado em áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática (Stem, em inglês). Paralelamente, apenas 16% dos que terminaram o doutorado em áreas de ciência, engenharia e saúde conseguiram se estabelecer em universidades ou centros de pesquisa.

Esse cenário está fazendo com que profissionais da pesquisa repensem suas carreiras e considerem mudar de área, arriscando-se em setores que não têm a ver diretamente com ciência e tecnologia. De acordo com o estudo da NSF, ao procurar emprego, os candidatos devem levar em conta que a experiência adquirida durante o mestrado e o doutorado gerou habilidades que os tornam qualificados para uma série de cargos também fora das atividades de pesquisa.


Matérias relacionadas

AMBIENTE
Estratégias para monitorar as áreas arborizadas das cidades
EDUARDO BONINO
Novo satélite levará sinal de internet a regiões distantes do país
ANDRÉ FELIPE CÂNDIDO DA SILVA
Historiador fala da trajetória de 90 anos do Instituto Biológico