ESTRATÉGIAS

Print Friendly

Vencedores do Prêmio FCW

ED. 250 | DEZEMBRO 2016

 

Jacob Palis (à esq.) e Edu Lobo foram agraciados nas categorias Ciência e Cultura, respectivamente

Jacob Palis (à esq.) e Edu Lobo foram agraciados nas categorias Ciência e Cultura, respectivamente

O matemático Jacob Palis e o compositor Edu Lobo são os ganhadores do 15º Prêmio FCW, respectivamente nas categorias Ciência e Cultura. Cada um deles receberá um prêmio de R$ 300 mil e um troféu comemorativo. Concedido anualmente pela Fundação Conrado Wessel (FCW), o prêmio já reconheceu a contribuição de dezenas de cientistas e artistas, entre os quais o parasitologista Luiz Hildebrando Pereira da Silva, o físico José Goldemberg, o escritor Ariano Suassuna e a atriz Fernanda Montenegro. Mineiro de Uberaba, Jacob Palis tem 76 anos e foi diretor do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e da Academia de Ciências do Mundo em Desenvolvimento (TWAS). Formado em engenharia, doutorou-se em matemática pela Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, e se tornou um dos principais pesquisadores do país em sistemas dinâmicos, área da matemática que estuda trajetórias de equações a longo prazo e é utilizada para modelar fenômenos que evoluem no tempo, como o clima, as reações químicas e os sistemas planetários. Carioca, Edu Lobo, de 73 anos, começou a carreira nos anos 1960 e compôs sucessos para festivais de música popular como “Arrastão”, cantado por Elis Regina em 1965, e “Ponteio”, parceria com Capinam que o próprio Lobo e a cantora Marília Medalha defenderam no Festival da Música Popular Brasileira da TV Record, em 1967 – a canção venceu o festival. Em 1983, criou com Chico Buarque a trilha do espetáculo musical O grande circo místico para o Balé Guaíra. Em 2002, o disco Cambaio, outra parceria com Chico Buarque, ganhou o Grammy Latino. O júri que escolheu Palis e Lobo teve a participação de representantes da FCW e de instituições parceiras, entre elas a FAPESP, a ABC, a Academia Brasileira de Letras (ABL) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). O prêmio será entregue numa cerimônia em São Paulo, no segundo semestre de 2017.


Matérias relacionadas

METROLOGIA
Forma de medir o quilograma será redefinida
ASTROFÍSICA
Ondas gravitacionais confirmam a existência de população de buracos negros
GEOFÍSICA
Caracterização de falhas na crosta elucida tremores sísmicos no Brasil