NOTAS

Print Friendly

Trump quer reduzir em 18% o orçamento dos Institutos Nacionais de Saúde

ED. 254 | ABRIL 2017

 

012-017_Notas_254-info1O governo do presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou que pretende cortar em 18% o orçamento dos Institutos Nacionais de Saúde (NIH) no próximo ano fiscal. A principal agência de pesquisa médica do país poderá perder US$ 5,8 bilhões. Seu atual orçamento é da ordem de US$ 32 bilhões. O anúncio foi feito em 29 de março, poucos dias depois de Trump enviar ao Congresso sua proposta de orçamento, com restrições a outros órgãos da administração que investem em pesquisa, como o Departamento de Energia e a Nasa (ver tabela). O plano, que enfrenta resistências e ainda precisa ser votado no Senado, causou consternação na comunidade científica. “Cortar o financiamento da pesquisa é o mesmo que cortar os motores de um avião em sua decolagem”, disse Jason Rao, diretor de assuntos internacionais da Sociedade Americana de Microbiologia em entrevista à revista Nature, que se manifestou contrária à proposta em um editorial publicado em 17 de março. Em uma audiência na Casa dos Representantes dos Estados Unidos, a Câmara dos Deputados do país, o secretário de Saúde e Serviços Sociais, Tom Price, reconheceu que o papel desempenhado pelos NIH é “incrivelmente importante”, mas argumentou que o orçamento da agência pode ser reduzido a fim de evitar ineficiências. “Cerca de 30% dos recursos do NIH acabam sendo aplicados para cobrir despesas indiretas dos projetos”, disse Price. Na proposta do governo, os únicos departamentos cujo orçamento pode aumentar são os de Segurança Interna, de Defesa e o de Assuntos dos Veteranos.


Matérias relacionadas

MEIO AMBIENTE
Restrições no trânsito de caminhões melhoram qualidade do ar em São Paulo
SAÚDE PÚBLICA
Nos últimos 40 anos, obesidade cresceu 11 vezes entre crianças e adolescentes
BOAS PRÁTICAS
Planos de gestão de dados se incorporam a projetos de pesquisa no Brasil