Imprimir

Zoologia

Espinhos repletos de veneno

Todos os anos, são registrados no Brasil cerca de 500 acidentes envolvendo as lagartas-de-fogo (Lonomia obliqua). O veneno, produzido no ápice das cerdas que recobrem seu dorso, em contato com a pele humana, pode causar sérios problemas de saúde e, em casos extremos, matar. Desde 1994 o Instituto Butantan trabalha na produção de um soro neutralizador da peçonha dessas lagartas, que já foram qualificadas popularmente de assassinas por causa dos acidentes fatais. Acompanhe nas fotos de Eduardo Cesar o processo de produção do antídoto.

Clique nas imagens para ver as legendas.