CARTAS

Print Friendly

Cartas | 255

ED. 255 | MAIO 2017

 

Edição de abril
A edição 254 de Pesquisa FAPESP está um show! É claro que a matéria sobre o envelhecimento me levou a abrir naquela página. Trata-se de uma apresentação primorosa que faz o leitor leigo se apoderar de noções cientificas mais sólidas. O mesmo ocorreu com os artigos “O comportamento dos apagões” e “Duros e sem vida”. Com parcas noções de física e geologia, me foi possível entender muita coisa que nem imaginava. Enfim, é uma revista de altíssimo padrão científico, escrita em uma linguagem inteligível para os leigos. Parabéns à FAPESP e a toda a equipe.

José Pastore
São Paulo, SP

***
Projeto bem escrito
Escrever o projeto com muito cuidado e com conteúdo nunca é desperdício de tempo (“Mapa da mina”, edição 254).

Sérgio N. Stampar

***
Sempre enfatizo isso para os meus alunos: quem escreve bem é sempre bem-visto.

Marcela Segatto
***
Pesquisa Brasil
Há tempos admiro o programa Pesquisa Brasil, veiculado pela Rádio USP. Descobri por acaso ao sintonizar essa estação no rádio do carro e tomei muito gosto a ponto de acompanhar mesmo quando tenho a sorte de não precisar estar no carro. O programa é um oásis de conhecimento, bom gosto e equilíbrio jornalístico. Sou professor de filosofia no curso de ciências-licenciatura da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), campus Diadema, e lá recomendamos o programa e, claro, a revista Pesquisa FAPESP, como valiosas fontes de informação e de formação, tanto sobre a ciência quanto sobre a divulgação do conhecimento científico.

Denilson Cordeiro
São Paulo, SP
***
Inovação
Isso sim faz diferença (“Do risco ao mercado”, edição 253). Novas empresas, produtos inovadores com alto valor agregado, potencial para exportação, novos empregos de qualidade e geração de impostos…

Tomaz Puga Leivas
***
Chip no LHC
Parabéns para os pesquisadores brasileiros que estão contribuindo com o pessoal do Cern (“O chip das colisões de partículas”, edição 253). Enquanto isso, as verbas da ciência são cortadas.

Marta Pagotto
***
Nova engenharia
Engenharia da complexidade para um mundo cada vez mais dinâmico, sistêmico e complexo (“Uma engenharia mais ampla”, edição 253). Muito bacana!

Daniel Jung

Sua opinião é bem-vinda. As mensagens poderão ser resumidas por motivo de espaço e clareza. cartas@fapesp.br


Matérias relacionadas

CARREIRAS
Cientista cognitivo André Souza hoje trabalha com novas tecnologias nos EUA
CARREIRAS
Saber coordenar grupos de pesquisa cria uma agenda de trabalho sustentável
RESENHA
Vida caipira | Pedro Ribeiro | Edusp | 152 páginas | R$ 59,90