NOTAS

Print Friendly

Novo satélite para o sistema de comunicação do Brasil é lançado ao espaço

ED. 255 | MAIO 2017

 

Em 4 de maio, um foguete lançou da base de Kourou, na Guiana Francesa, o SGDC, satélite (representação artística acima) que deve ampliar o alcance da internet e ser usado para comunicação militar

O Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) foi lançado no espaço em 4 de maio do Centro Espacial de Kourou, na Guiana Francesa. O SGDC será operado pela Telebras e terá duas faixas de frequência. A chamada banda Ka, correspondente a 70% de sua capacidade, será usada para ampliar a oferta de banda larga no país, atendendo às necessidades do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), que prevê levar internet de qualidade para regiões mais carentes em infraestrutura e tecnologia. Já a banda X, com os 30% restantes, será destinada exclusivamente ao uso militar. Com 5,8 toneladas e 7 metros de comprimento, o satélite está localizado a 36 mil quilômetros da superfície terrestre, na posição orbital de 75 graus de longitude oeste, cobrindo todo o território nacional e parte do oceano Atlântico. Sua vida útil é estimada em 18 anos. Parceria entre o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e o Ministério da Defesa, o projeto do SGDC recebeu investimento de R$ 2,1 bilhões. Além de conferir maior autonomia às comunicações civis e militares no país, o satélite deverá trazer ganhos relevantes para a indústria aeroespacial brasileira. O contrato de aquisição do equipamento com a fabricante, a multinacional francesa Thales Alenia Space, previu a transferência de tecnologias para empresas brasileiras do setor. Atualmente, os satélites utilizados pelo Brasil são gerenciados por estações terrestres localizadas fora do país ou têm o controle nas mãos de empresas com capital estrangeiro. Além do SGDC, o Brasil utiliza 45 satélites de comunicação, todos de companhias privadas.


Matérias relacionadas

CARREIRAS
Carolina Nalon desistiu da biologia para criar uma empresa de coaching
ALUMNI
Universidades usam plataformas para acompanhar trajetória de ex-alunos
AMBIENTE
Estudo avalia a produção científica sobre catástrofes naturais no mundo