Pesquisa Brasil

Quilograma, organizações feministas e horror brasileiro

A partir de 2018, o quilograma deve deixar de ser representado pelo cilindro metálico usado desde 1889, e passar a ser medido por uma das constantes fundamentais da física. Vanderlei Bagnato, professor do Instituto de Física de São Carlos da USP, explica por que a forma de medir o quilograma será mudada.

Lúcia Avelar, do Centro de Estudos de Opinião Pública da Unicamp e uma das organizadoras do livro 50 anos de feminismo: Argentina, Brasil e Chile, fala sobre como as organizações feministas contribuíram para o avanço de direitos das mulheres em diferentes momentos da história.

Laura Cánepa (foto), coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Anhembi-Morumbi e autora da tese “Medo de quê: Uma história dos filmes de horror no cinema brasileiro”, resgata a trajetória dos filmes de horror brasileiros e comenta a importância do personagem Zé do Caixão, criado em 1967, para o cinema nacional.

Quilograma, organizações feministas e horror brasileiro

Programação musical:
Clara Nunes – O mar serenou
Os paralamas do sucesso – Carro velho
Elis Regina – Como nossos pais
Conde e Drácula – O corvo

Apresentação: Fabrício Marques
Produção e roteiro: Sarah Caravieri
Participação: Carlos Fioravanti
Gravação e montagem: Dagoberto Alves (Rádio USP)

Assine Pesquisa Brasil como podcast!

Baixar o MP3

Pesquisa Brasil vai ao ar todas as sextas-feiras às 13:00 e sábados às 18h, pela Rádio USP