NOTAS

Print Friendly

Unicamp, a primeira da América Latina

ED. 258 | AGOSTO 2017

 

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) foi classificada como a melhor da América Latina na edição de 2017 do ranking da revista britânica Times Higher Education. A instituição recebeu um total de 87,9 pontos, ante 87,5 da Universidade de São Paulo (USP). A Pontifícia Universidade Católica do Chile foi a terceira colocada. Na edição de 2016, a USP ficou em primeiro lugar, com 84,6 pontos e a Unicamp em segundo, com 83,7. A dianteira da instituição de Campinas pode ser explicada pela evolução em duas categorias. Uma é a de pesquisa, que tem um peso de 34%. A pontuação da Unicamp subiu de 95,1 para 98,3, enquanto a da USP manteve-se em 100. Essa categoria inclui os resultados de uma pesquisa de reputação feita com cientistas de mais de 100 países atualizada anualmente, os números da produção científica e a proporção de staff acadêmico. A segunda categoria, com peso de 2,5%, é a de transferência de conhecimento, que avalia a capacidade de uma instituição obter recursos para pesquisa com o setor empresarial. Nela, a Unicamp obteve 17 pontos a mais do que a USP – em 2016, a diferença foi de 11 pontos. Nas demais categorias, a pontuação flutuou pouco.


Matérias relacionadas

MEMÓRIA
Aos 200 anos, Museu Nacional tenta resgatar importância do passado
CARREIRAS
Títulos universitários obtidos no exterior precisam ser revalidados no país
AÇÕES AFIRMATIVAS 
Universidades acolhem estudantes e pesquisadores transgêneros