Imprimir

Pesquisa Brasil

Cérebro de dinossauro, relógio biológico e Indústria 4.0

Pesquisadores da USP e da Universidade de Munique Ludwig-Maximilians, na Alemanha, estudaram em detalhes o crânio fossilizado de um dinossauro de 230 milhões de anos. O paleontólogo Max Langer, da FFCL-USP de Ribeirão Preto, explica como foi possível reconstituir virtualmente o cérebro do Saturnalia tupiniquim.

A bióloga Maisa Araújo, da Fiocruz em Rondônia, fala sobre o trabalho que desvendou os mecanismos do relógio biológico e rendeu aos geneticistas norte-americanos Jeffrey Hall, Michael Rosbash e Michael Young o prêmio Nobel de Medicina.

A Indústria 4.0, é um conjunto de tecnologias que sustentam processos industriais inteligentes. Renan Padovani, sócio da Autaza, uma startup instalada em São José dos Campos, comenta a criação de um sistema de inspeção de peças de automóveis por meio de visão computacional que está sendo utilizado por montadoras.

Cérebro de dinossauro, relógio biológico e Indústria 4.0
     

Programação musical:
Maria Bethânia – Estrela Miúda
Elomar – Arrumação
Jorge Ben Jor – País Tropical
Cartola – Ciência e Arte
Chico Buarque – A banda

Apresentação: Fabrício Marques
Produção e roteiro: Sarah Caravieri
Gravação e montagem: Dagoberto Alves (Rádio USP)

Assine Pesquisa Brasil como podcast!

Baixar o MP3

Pesquisa Brasil vai ao ar todas as sextas-feiras às 13:00 e sábados às 18h, pela Rádio USP