NOTAS

Print Friendly

Três minutos por um pós-doc

ED. 262 | DEZEMBRO 2017

 

O biólogo Johan Seijsing venceu o Skolar Award e recebeu € 100 mil para sua pesquisa

O biólogo Johan Seijsing, da Universidade de Estocolmo, na Suécia, teve uma ideia que julgou promissora para a realização de pós-doutorado: buscar na natureza enzimas que, com o auxílio de técnicas moleculares, pudessem ser alteradas para combater bactérias específicas. Para ajudar na procura por novos antibióticos por meio dessa estratégia, Seijsing pretende montar um grande arquivo com amostras de diferentes variantes de enzimas e testar sua toxicidade contra alvos distintos, como bactérias capazes de “comer” carne humana. Ele teve 180 segundos para defender sua proposta de pesquisa para um júri de oito acadêmicos e empresários na etapa final do Skolar Award, competição realizada em 1º de dezembro em Helsinque, na Finlândia. Seijsing venceu a disputa com outros nove candidatos e ganhou a quantia de € 100 mil para tocar seu pós-doutorado. A edição de 2018 foi a terceira do Skolar Award, cujo prêmio é bancado por seis fundações de pesquisa finlandesas. A competição ocorre durante o Slush, o maior evento de startups da Escandinávia. “Um dos nossos objetivos é estreitar a distância entre a comunidade acadêmica e as startups”, disse Annina Huhtala, cofundadora do KasKas Media, que organiza a premiação, ao Times Higher Education.


Matérias relacionadas

CLÉO LEITE
Biólogo da UFSCar fala sobre variação cardíaca da piramboia
PESQUISA BRASIL
Depressão em adolescentes, piramboia, e as engrenagens da floresta
CARREIRAS
Filipe Oliveira iniciou projeto de democratização da ciência no Brasil