Imprimir PDF

Medicina

Salmonela na Europa medieval

Universidade de Warwick Esqueleto de 800 anos de mulher infectada com cepa virulenta de SalmonellaUniversidade de Warwick

Uma variedade especialmente virulenta de bactéria do gênero Salmonella, causadora da febre entérica, circula pelo mundo há mais tempo do que se imaginava. Hoje encontrada na África e no Sudeste da Ásia, essa variedade já causou problemas na Europa no século XIII. A equipe do especialista em microbiologia Mark Achtman, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Warwick, no Reino Unido, encontrou DNA de Salmonella enterica do parátipo C em dentes e ossos de um esqueleto de 800 anos da cidade de Trondheim, na Noruega. Estima-se que a ossada seja de uma jovem que morreu com quase 20 anos por causa de uma infecção causada pela bactéria. Os pesquisadores reconstruíram o genoma da cepa e o compararam com o de 50 mil amostras modernas de Salmonella. A variedade encontrada no esqueleto compartilhou um ancestral comum com Salmonella choleraesuis, que infecta porcos e javalis, e Salmonella typhisuis, de porcos domésticos (Current Biology, 19 de julho). A cepa do esqueleto teria surgido há 3 mil anos, com a domesticação de porcos na Europa.