Imprimir PDF

Boas práticas

Conflito de interesses derruba diretor de hospital de pesquisa

O oncologista José Baselga, diretor médico do Memorial Sloan Kettering Cancer Center, em Nova York, deixou o cargo depois de reconhecer que omitiu ligações com empresas farmacêuticas e de biotecnologia em dezenas de artigos científicos de sua autoria. Regras que preveem a divulgação desse tipo de informação em papers foram criadas pela Associação Americana de Pesquisa sobre o Câncer quando o próprio Baselga era seu presidente. Desde 2014, ele recebeu mais de US$ 3 milhões da farmacêutica Roche em honorários de consultoria e por sua participação em uma empresa afiliada. Também participava do conselho das companhias Bristol-Myers Squibb e Varian Medical Systems. Uma investigação feita pelo diário The New York Times e a organização jornalística sem fins lucrativos ProPublica mostrou que Baselga deixou de informar o conflito de interesses em 60% dos 180 artigos científicos que assinou desde 2013. Em entrevista concedida após a renúncia, o médico disse que as omissões não foram intencionais e que planejava corrigi-las em pelo menos 17 artigos científicos, alguns deles publicados em revistas de grande impacto, como The Lancet e The New England Journal of Medicine.