Imprimir

Estratégias

Programa de bolsas

No ano de 1995 foram concedidas 2.646 bolsas no país e 317 no exterior, totalizando 2.963 bolsas, correspondentes a um dispêndio de R$24,7 milhões. São números superiores aos registrados em 1994, quando a FAPESP concedeu 1.889 bolsas no Brasil e 304 no exterior, totalizando 2.193 bolsas, correspondentes a um dispêndio de R$14,4 milhões. Houve, portanto, um aumento de 35,1% no número de bolsas concedidas e um aumento de 39,6% no dispêndio, descontada a inflação do período (23,16% segundo o IPC-FIPE).

A concessão de recursos em bolsas em 1995 foi maior para a área das Ciências da Saúde (20,7%), seguida das Ciências Humanas e Sociais (16,1%), da Engenharia 03,2%), das Ciências Biológicas 01,1%) e Física 00,6%). A USP ficou com 50,5% dos recursos, seguida da UNICAMP com 20,8%, da UNESP com 12,7% e das Instituições Federais localizadas no Estado (7,8%).

Republicar