Imprimir PDF

Estratégias

Bolsas da FAPESP

Tem ocorrido um acréscimo muito grande nas solicitações de bolsas de mestrado, especialmente por parte de pesquisadores com bolsas de outras agências de financiamento interessados em transferir-se para a FAPESP. Para orientar esses pesquisadores, a Fundação esclarece que existem algumas normas internas para a concessão de bolsas de mestrado que devem ser observadas pelos candidatos, facilitando-lhes a transferência e, ao mesmo tempo, a administração dos pedidos por parte das agências envolvidas.

Uma das normas se refere ao prazo de duração dessas bolsas. Elas têm duração máxima de 24 meses (prorrogáveis em caráter excepcional por mais seis meses, quando houver evidência de que a concessão poderá propiciar o fim da pesquisa e a defesa de tese) e duração mínima de 12 meses. Isto significa que a FAPESP não pode conceder bolsa de mestrado a pesquisadores que já tenham usufruído de bolsa de outra instituição por mais de um ano.

Para os pesquisadores que têm bolsas de outras instituições há menos de um ano, as transferências para a FAPESP devem ser feitas quando completarem seis meses ou um ano de recebimento da bolsa. Isto significa que devem dar entrada na solicitação no mínimo 60 dias antes de se completarem aqueles prazos, para que haja tempo suficiente para análise do pedido por parte da assessoria técnica da FAPESP.

“Há várias razões para que bolsistas queiram se transferir para a FAPESP. Essas transferências são possíveis e os pesquisadores são benvindos”, diz o diretor científico da Fundação, José Fernando Perez. Ele acrescenta, entretanto, que essas normas são necessárias para que as migrações sejam feitas de forma organizada, especialmente nesse período de crescimento expressivo de demanda.

Republish