Imprimir PDF

Tecnociência

Quase 20 projetos no Genoma Funcional

Nada menos que 19 projetos estão aprovados na linha de pesquisa do Genoma Funcional da Xylella fastidiosa , que desde o final do ano passado integra o Programa Genoma FAPESP. Já estão em desenvolvimento dez deles, que foram apresentados atendendo ao primeiro edital de encaminhamento de propostas à Fundação. Os outros nove, enviados por ocasião do segundo edital, com prazo de apresentação de propostas até 11 de maio, foram aprovados recentemente e deverão ser iniciados em breve.

Todos os projetos nessa linha investigam, a partir das abundantes informações genéticas geradas com o seqüenciamento da Xylella , bactéria causadora da Clorose Variegada dos Citros (CVC) ou praga do amarelinho, aspectos da patogenicidade do microorganismo para, a partir disso, propor caminhos de controle e combate dessa doença dos citros, que afeta gravemente a citricultura paulista.

Os 19 projetos aprovados são os seguintes: Epidemiologia e Manejo da Clorose Variegada dos Citros , coordenado por Armando Bergamin Filho, da Esalq; Otimização de Sistemas de Regeneração In Vitro e Estabelecimento de um Protocolo de Transformação Genética para Citros SP , coordenado por Beatriz Madalena Januzzi Mendes, do Centro de Energia Nuclear na Agricultura da USP;Identificação e Análise Molecular de Genes Patogênicos Envolvidos na Interação Citros-Xylella fastidiosa , coordenado por Cláudia de Mattos Bellato, do Centro de Energia Nuclear na Agricultura da USP; Aspectos Fisiológicos da Laranja Doce ‘Pêra’ (Citrus sinensis L. Osb) Afetada por CVC e sua Associação com a Patogenicidade da Xylella fastidiosa , coordenado por Eduardo Caruso Machado, do Instituto Agronômico de Campinas;Investigando o Papel de um Endo-polygalacturonase na Patogenicidade da Xylella fastidiosa , coordenado por Elza Maria Frias Martins, do Instituto Biológico, em associação com Ricardo Harakawa, do Departamento de Patologia Vegetal da Universidade da Flórida; Avaliação de Marcadores Moleculares para a Caracterização de Cepas da Xylella fastidiosa Associadas a CVC e a Requeima do Cafeeiro , coordenado por Gilson Paulo Manfio, da Fundação Tropical de Pesquisas e Tecnologia André Tosello; O Papel de Genes Associados a Goma Xantana na Patogenicidade e Virulência da Xylella fastidiosa e Estratégias Potenciais para Controle Biológico da CVC em Citros , coordenado por João Lúcio de Azevedo, da Esalq; Desenvolvimento de Métodos Experimentais para Testes de Patogenicidade e Adesão de Mutantes de Xylella fastidiosa , coordenado por João Roberto Spotti Lopes, da Esalq;Proteoma de Xylella fastidiosa: I. Análise Diferencial para Estudo de Patogenicidade; II- Construção de Base de Dados 2D-PAGE , coordenado por José Camilo Novello, do Instituto de Biologia da Unicamp; Identificação e Caracterização de Genes de Xylella fastidiosa Expressos em Plantas de Cítros Infectadas e Regulados por Sensores de Quorum , coordenado por Márcio Rodrigues Lambais da Esalq; Genes Expressos da Xylella fastidiosa em Condições de Crescimento Lento e Rápido , coordenado por Marcos Antônio Machado, do IAC;Análise Funcional do Operom Gum da Xylella fastidiosa e sua Relação com a CVC , coordenado por Paulo Arruda, da Unicamp;Identificação e Análise Funcional de Genes com Resposta ao Stress Oxidativo na Xylella fastidiosa , coordenado por Regina Lúcia Batista da Costa de Oliveira, do Núcleo Integrado de Biotecnologia da Universidade de Mogi das Cruzes; Xylella fastidiosa – Papel de Exoenzimas (proteases, celulases, liases do pectato) e da Adesão (na planta e no inseto vetor) na Patogenicidade , coordenado por Sérgio Florentino Pascholatti, da Esalq;Relações Genéticas e Patológicas entre Cepas da Xylella fastidiosa , coordenado por Sílvio Aparecido Lopes, do Centro de Ciências Exatas, Naturais e Tecnológicas da Universidade de Ribeirão Preto; Análise do Genoma Funcional da Xylella através da Identificação de Proteínas Putativas e de Compostos de Baixo Peso Molecular Associados com a Virulência, coordenado por Siu Mui Tsai, do Centro de Energia Nuclear na Agricultura da USP; Estabelecimento de Condições para Divisão de Genes Potencialmente Envolvidos na Patogênese da Xylella fastidiosa, coordenado por Suely Lopes Gomes, do Instituto de Química da USP; Desenvolvimento de um Sistema Experimental de Testes de Patogenicidade da Xylella fastidiosa de CVC em Laranja Doce , coordenado por Wenbin Li, do Fundo Paulista de Defesa da Citricultura, (Fundecitrus), eAmplified-Open Reading Frames (AMORF) Combinado a Hibridização para Identificação de Genes Relacionados com a Patogenicidade da Xylella fastidiosa , coordenado por Yoko Bomura Rosato, da Unicamp.

Republish