Imprimir PDF

Estratégias

Ciclo de conferências discutirá o homem máquina

A ciência já conseguiu mapear o genoma humano e, cada vez mais, a tecnologia cria chips e próteses que substituem partes do corpo. Em breve, anunciam alguns cientistas polêmicos, seremos capazes de clonar um ser humano. Mas que tipo de criatura será essa e quais as conseqüências dessa invenção? Para discutir o novo homem, nem natural nem artificial, um grupo de 18 intelectuais brasileiros e estrangeiros, das áreas científica e filosófica, irá se reunir, até 11 de maio, no Rio e em Brasília, no ciclo de conferências O Homem Máquina , organizado por Adauto Novaes para o Centro Cultural Banco do Brasil. O tema é imenso e pede conhecimento de várias ordens.

No nível do pensamento, as novas descobertas científicas apontam para uma desordem mental em estado quase perfeito. É preciso refletir sobre essa desordem”, afirma Novaes. Ele lembra a observação feita pelo biólogo francês Jacques Testart, para quem, hoje, não se pode mais fazer ciência de forma independente. “Hoje não existe mais a ciência, mas a tecnociência. Não existe mais a vontade gratuita de obter conhecimento. Toda pesquisa tem finalidade, que é buscar inovações. É uma experimentação permanente, alimentada pelo mercado, em nome do progresso.”

O ciclo pretende exatamente colocar o dedo sobre essa ferida aberta e questionar as implicações éticas e religiosas da clonagem e do genoma, estabelecer os limites do biopoder, que pode criar tanto maravilhas quanto experimentos de eugenia, e pedir para o mundo uma bioética. Entre os vários palestrantes estão: Marilena Chauí (Arte e Natureza: Antecipações do Futuro) , Giovanni Berlinguer (Entre Ciência e Mercado), Axel Kahn (Clonagem: Fim da Sexualidade?) , Jorge Coli (O Corpo Libertino) , Sérgio Paulo Rouanet (Homem-Máquina) , Carlos Antonio Leite Brandão (O Corpo, Modelo das Paixões, da Ética e da Política) , Renato Janine Ribeiro (Natureza e Cultura: uma Guerra de Fronteiras) , Davi Geiger (Inteligência Artificial: Máquina pode pensar?), entre outros.

Republish