Imprimir PDF

Estratégias

Testes balizam ações de saúde ambiental

Um cuidadoso trabalho coordenado pelo Centro de Controle de Doenças (CDC) de Atlanta, Estados Unidos, está servindo de base para aprimorar a política de saúde ambiental do país. O CDC mediu a contaminação por 24 tipos de substâncias químicas em 3,8 mil pessoas de 12 localidades dos Estados Unidos em 1999. Os testes envolveram exames físicos e de sangue e tiveram por objetivo um estudo seguro sobre a contaminação por pesticidas organoclorados, metais como mercúrio e substâncias tóxicas presentes em brinquedos, xampus e até material plástico usado na medicina, segundo o jornal The Wall Street Journal .

De acordo com Richard Jackson, diretor do Centro Nacional para Saúde Ambiental, agora a investigação será feita anualmente e ampliada para incluir mais substâncias. Alguns resultados presentes no trabalho do CDC indicam o acerto de determinadas medidas de saúde pública. A proibição de fumar em ambientes fechados, amplamente disseminada nos Estados Unidos, por exemplo, levou a uma queda nos níveis de cotinine entre os não-fumantes. A substância, nociva, é derivada da nicotina.

Republish