Imprimir PDF

Brasil

Hegemonia feminina

As mulheres monopolizaram o 20º Prêmio Jovem Cientista, cujo tema foi a busca de soluções para a fome. Florencia Olivera, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, venceu a categoria Graduados. Ela desenvolveu uma forma de conservação da batata por meio de um bactericida. O segundo lugar foi de Cynthia Ditchfield, da Escola Politécnica da USP, com um projeto sobre produção de purê a partir de bananas rejeitadas para comercialização.

O terceiro lugar coube a Priscila Rangel, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, com um estudo sobre uma promissora espécie de arroz. A hegemonia feminina se repetiu na categoria Estudantes. Venceram Marcela Chiumarelli, da Universidade Estadual de Campinas, Danielle Lima e Pollyanna Rangel, da Universidade Federal de Viçosa. Na categoria Cientista do Futuro, disputada por alunos do ensino médio, os destaques foram Magno Santos, de Montes Claros (MG), Danielle Pereira, de Recife (PE), e Ronaldo Brito, de Caucaia (CE).

Republicar