Imprimir PDF

Mundo

Tumulto no interior da Terra

Variam mais do que se pensava a densidade, a composição e a agitação da região mais interna do manto, a espessa camada de rochas entre a superfície e o núcleo da Terra. A base do manto, uma região de algumas centenas de quilômetros — a camada D” —, é provavelmente a parte mais exótica do interior da Terra, segundo o sismólogo Edward Garnero, da Universidade do Estado do Arizona (ASU). Garnero e outros geofísicos dos Estados Unidos e da Noruega exploraram a camada D” abaixo da América Central e do Caribe por meio das ondas sísmicas geradas por tremores de terra (Science, 8 de outubro). Os resultados revelam variações de até 20 graus na inclinação das camadas do manto inferior, em distâncias relativamente curtas (centenas de quilômetros), que alteram a direção das vibrações das ondas sísmicas.

Há sinais de impressionantes mudanças de densidade em pontos relativamente próximos, indicando correntes e turbulências vigorosas causadas pelo calor vindo do núcleo, que misturam o material mais frio que desce do manto e se acumula na camada D”. Essa agitação ajuda a esfriar o planeta, cujo centro talvez seja tão quente quanto a superfície do Sol.

Republicar