Imprimir PDF

Mundo

Criacionismo canadense

O biólogo Brian Alters, na Universidade McGill, em Montreal, pediu uma dotação de US$ 40 mil a um órgão público de fomento para pesquisar como o design inteligente, controversa teoria criacionista sobre a origem da vida, está se tornando popular no país. Ficou surpreso ao receber a resposta do órgão, o Conselho de Pesquisa em Humanidades e Ciências Sociais. A verba foi negada sob o argumento de que Alters não reuniu evidências de que a Teoria da Evolução de Darwin está correta. “É um absurdo. O design inteligente é pseudociência”, disse Alters ao jornal The Gazette. “A prova de que essa teoria está causando estragos é que  convenceu até um órgão de fomento”, reclamou o pesquisador. A Universidade McGill pediu ao conselho que reconsidere a decisão.

Republish