Imprimir PDF

Brasil

Laboratório para o agronegócio

Biossensores aplicados a controle de qualidade, certificação de alimentos, caracterização e síntese de novos materiais, filmes finos e superfícies para a fabricação de embalagens inteligentes, compósitos e fibras para o desenvolvimento de materiais usando produtos naturais como fibras de sisal, nanopartículas para liberação controlada de nutrientes e pesticidas em solos e plantas são algumas linhas de pesquisa que serão desenvolvidas no Laboratório Nacional de Nanotecnologia para o Agronegócio (LNNA), inaugurado em abril. Foram destinados R$ 4 milhões para o laboratório, vinculado à Embrapa Instrumentação Agropecuária, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária sediada na cidade de São Carlos, em São Paulo, com o objetivo de fortalecer o agronegócio brasileiro. Além das atividades de pesquisa, o laboratório também prestará serviços para instituições públicas e empresas.

Republish