Imprimir PDF

Sclerurus scansor

Um pássaro e a floresta

Fernando d’Horta / USPVira-folhas: inesperada redução da população no NordesteFernando d’Horta / USP

A história do vira-folhas (Sclerurus scansor) reflete a história da mata atlântica – e contraria algumas teorias. Em resposta a variações do clima nos últimos milhares de anos, as matas encolheram e se fragmentaram ou se expandiram e se conectaram. Esses pássaros, achados do sul do Brasil ao Ceará, são sensíveis a essas mudanças. “Hoje as populações das matas do Ceará estão isoladas das do sul, mas já estiveram conectadas”, diz Fernando d’Horta, biólogo da Universidade de São Paulo que reconstruiu a história evolutiva da ave (Molecular Ecology, abril 2011). As análises indicaram expansão das populações do sul da mata atlântica. Era esperado: as glaciações afetaram mais as florestas de regiões de maior latitude. No Nordeste, de menor latitude, imaginava-se menor variação do clima e maior estabilidade da floresta, mas diminuiu a população de vira-folha, sinal de grandes mudanças na paisagem. “Os efeitos locais das mudanças globais do clima são muito complexos”, diz D’Horta.

Republish