Imprimir PDF

Bactérias

Bactérias na válvula cardíaca

graeme bowles e steven lowerStaphylococcus aureus (em vermelho) forma biofilme em implantegraeme bowles e steven lower

Alterações genéticas presentes em certas variedades de Staphylococcus aureus tornam a bactéria propensa a formar biofilmes em substratos sólidos. Dessa forma, o microrganismo  adere e se mantém na superfície de implantes cardíacos, onde pode se tornar a causa de perigosas infecções para os pacientes. A descoberta foi feita por pesquisadores dos Estados Unidos, Suíça, Tailândia e o brasileiro Roberto Lins, da Universidade Federal de Pernambuco, que utilizaram um microscópio de força atômica para estudar as forças que fazem a Staphylococcus grudar nos minerais (PNAS, on-line em 24 de outubro). Além dessas abordagem, fizeram também simulações da dinâmica molecular para entender melhor quais eram as proteínas da bactéria infecciosa que possibilitavam sua adesão aos implantes. No final dos trabalhos, os cientistas levantaram evidências de que ao menos três mutações favorecem a formação de biofilmes nos implantes.

Republicar