Imprimir Republicar

pesquisa brasil

Brasileiro estuda pessoas sensíveis à radiação do sol

Veiculado em 15 de novembro de 2012

O geneticista do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, Carlos Menck, conversa com Mariluce Moura sobre a  Xeroderma Pigmentosum, doença hereditária que atinge as partes do corpo expostas ao sol. Conhecida como  XP, a doença atinge um grande número de moradores do povoado de Araras, no Estado de Goiás, onde pode haver a maior concentração mundial de pessoas sensíveis à radiação ultravioleta. Gleice Machado, moradora de Araras e presidente da Associação Brasileira de Xeroderma Pigmentosum apresenta as dificuldades sociais enfrentadas pelos portadores da doença.

Também nesta edição, a botânica Lúcia Lohmann do Instituto de Biociências da USP apresenta projeto de pesquisa em colaboração com o ornitólogo norte-americano Joel Cracraft, que analisará dados sobre a fauna e flora da Amazônia, em busca de um modelo teórico para explicar a biodiversidade da maior floresta tropical do mundo.

Programação Musical:
Menina, Amanhã de Manhã – Tom Zé
Luar do Sertão – Luiz Gonzaga e Milton Nascimento
Passaredo – Chico Buarque
Solar – Gal Costa e Milton Nascimento
Gente – Caetano Veloso

Apresentação: Mariluce Moura
Produção e roteiro: Biancamaria Binazzi
Gravação e Montagem: Beto Alves (Rádio USP)

Pesquisa Brasil vai ao ar todas as sextas-feiras às 13:00, pela Rádio USP.
Assine Pesquisa Brasil como podcast!

[audio: http://revistapesquisa.fapesp.br/wp-content/uploads/2012/11/pesquisa-20-carlos-menck.mp3]

Baixar o MP3
Veja aqui o arquivo do Pesquisa Brasil

Republicar