Imprimir PDF

Astronomia

Foguete movido a etanol

Lançamento do VS-30 V13,  no Maranhão: voo a mais de 100 quilômetros de altitude para coleta de dados

AEBLançamento do VS-30 V13, no Maranhão: voo a mais de 100 quilômetros de altitude para coleta de dadosAEB

O foguete suborbital VS-30 V13 foi lançado, com sucesso, no dia 1º de setembro, do Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão. O lançamento ocorreu às 23h02 e o voo durou três minutos e 34 segundos, quando alcançou a área de segurança prevista para a operação. Durante o trajeto, foram coletados dados para estudos de um GPS de aplicação espacial desenvolvido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e de um dispositivo de segurança para veículos espaciais, concebido no Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE). “Os dados estão sendo analisados pelos experimentadores”, relatou o coronel Avandelino Santana Júnior, coordenador-geral da Operação Raposa, iniciada em 12 de agosto e financiada pela Agência Espacial Brasileira (AEB). O VS-30 V13 é o primeiro dos quatro foguetes suborbitais – que ultrapassam 100 quilômetros de altitude num voo em forma de parábola e propiciam ambiente de microgravidade – a serem lançados ainda este ano (ver Pesquisa FAPESP nº 222). Também foi feita uma avaliação do desempenho do veículo, que teve o módulo de experimentos, a chamada carga útil, impulsionado pelo motor L5, movido a oxigênio líquido e etanol, durante 90 segundos. “O lançamento foi um marco importante para o programa aeroespacial, porque no Brasil não havia sido lançado ainda um veículo que utilizasse propulsão líquida”, disse Santana. Ele ressaltou que a principal finalidade da operação foi o treinamento e capacitação para futuros lançamentos que envolvam propulsão líquida.

Republicar