Imprimir PDF

Farmacologia

Material libera fármaco de modo controlado

Material nanoestruturado que regula a liberação de medicamento, visto ao microscópio eletrônico

Campana, P. T. et al. Bulletin of Chemical Society of Japan. 2019

Um grupo internacional de pesquisadores, entre eles brasileiros das universidades de São Paulo (USP) e Federal de Uberlândia (UFU), desenvolveu um material nanoestruturado que permite a liberação de fármacos em baixas concentrações e de forma pulsada e estável no organismo (Bulletin of the Chemical Society of Japan, 31 de maio). “Seria como ingerir várias cápsulas de um remédio de uma só vez”, explica o físico Osvaldo Novais de Oliveira Junior, do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da USP e um dos responsáveis pelo desenvolvimento do material. “No entanto, o ciclo de liberação das substâncias em cada cápsula se dá de modo progressivo e controlado.” Isso ocorre porque parte das moléculas do fármaco fica retida na cápsula enquanto outra parcela é liberada. A inovação se deu por meio do uso de moldes poliméricos, estruturas tridimensionais com aparência esponjosa capazes de carregar moléculas de vários tipos. “Esses moldes estão entre os biomateriais mais adequados para o desenvolvimento de sistemas de liberação controlada e prolongada de substâncias por sua estrutura física robusta, capaz de prevenir danos em seu percurso pelo organismo”, explica a física Patrícia Campana, da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP, uma das autoras do trabalho.

Republicar