guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

Estratégias

Japão vai mudar ensino de ciências

Alarmados com o declínio do interesse dos estudantes do ensino médio em ciência e com a freqüente superioridade demonstrada por alunos de outros países da Ásia, as autoridades em educação do Japão planejam reformar o ensino do setor, informa a revista Nature (6 de setembro). No passado, o país procurou centrar esforços numa educação padronizada. Agora, a idéia é ressaltar os talentos individuais. O plano é estabelecer, já em 2002, 20 “superciências”. Cada uma delas receberá um fundo especial para dispor de material e professores especializados.

As escolas deverão criar clubes de ciência e atualizar currículos e métodos com o que melhor se faz na universidade. Testes recentes mostraram que o número de estudantes japoneses que gostam de ciência ou pretendem seguir carreira na área é menor do que em países como Cingapura, Taiwan e Coréia. Os ministérios que farão o trabalho (Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia) estimam em US$ 75 milhões o custo da reforma.

Republish