Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Mundo

Sinal verde para os jovens pesquisadores

A vida dos cientistas argentinos promete melhorar. O governo revogou uma lei que atrelava a contratação de cada novo funcionário público, os cientistas inclusive, à chancela do presidente da República. A lei entrou em vigor em 2002, numa tentativa de conter gastos públicos em meio ao caos político e financeiro que o país enfrentava.

Segundo Eduardo Charreau, presidente do Conselho Nacional de Pesquisa Científica e Tecnológica (Conicet), a legislação criou obstáculos ao trabalho de 500 novos pesquisadores – 60 deles deixaram o país. “O sistema científico argentino está envelhecendo e precisamos de sangue novo”, diz. O caso da bióloga Claudia Vassena é exemplar.

Ela teve o aval do Conicet para dar o pontapé inicial na carreira. “Mas uma montanha de papéis atrasou tudo e a aprovação oficial nunca veio”, disse Claudia. Agora espera que as novas regras ajudem-na a trabalhar no próprio país. (SciDev.Net, 6 de julho)

Republicar