ESTRATÉGIAS

Print Friendly

Parcerias com o Reino Unido

ED. 197 | JULHO 2012

 

A FAPESP assinou acordos de cooperação científica com três instituições do Reino Unido: a Universidade de Edimburgo (Escócia), a Universidade Bangor (País de Gales) e o Instituto de Educação da Universidade de Londres (Inglaterra). Os acordos foram assinados pelo presidente da FAPESP, Celso Lafer, e por Sir John Beddington, conselheiro-chefe para assuntos científicos do gabinete de Ciência e Tecnologia do Reino Unido. Os documentos buscam estimular a cooperação científica entre o Brasil e o Reino Unido a partir do desenvolvimento de projetos conjuntos de pesquisa que poderão incluir o intercâmbio de pesquisadores e de alunos de pós-graduação. Também foi lançada uma chamada de propostas de pesquisa colaborativa em Processos da Biodiversidade e de Ecossistemas em Florestas Tropicais Modificadas pelo Homem, envolvendo a FAPESP e o Natural Environment Research Council. Também participaram da assinatura dos acordos representantes das três universidades britânicas, o embaixador do Reino Unido no Brasil, Alan Charlton, o diretor-presidente do Conselho Técnico-Administrativo da FAPESP, José Arana Varela, e o diretor científico, Carlos Henrique de Brito Cruz, entre outros. De acordo com Brito Cruz, os mais de 30 acordos de cooperação já assinados com os RCUK e outras instituições britânicas são parte importante da estratégia de internacionalização da FAPESP. “Trata-se de uma cooperação que evolui muito bem. Não apenas o número de projetos aumentou, mas também o de organizações envolvidas”, disse Brito Cruz à Agência FAPESP.


Matérias relacionadas

INOVAÇÃO
FMI e OCDE recomendam incentivos fiscais para empresas
COOPERAÇÃO
Austrália faz parceria com ESO
CAPA
Programa Ciência sem Fronteiras gastou R$ 13,2 bilhões