BOAS PRÁTICAS

Print Friendly

Paper inspirado em seriado de comédia

ED. 255 | MAIO 2017

 

O norte-americano John McCool é dono de uma empresa de redação científica e já escreveu ensaios criticando as revistas predatórias, aquelas que aceitam publicar papers apenas em troca de dinheiro, sem avaliar sua qualidade. Nem por isso escapou do assédio dessas mesmas revistas. Embora não seja médico, foi convidado a submeter artigos à revista Urology & Nephrology Open Access Journal. McCool escreveu um estudo de caso de uma doença chamada “uromycitisis”, cujas vítimas seriam obrigadas a urinar sempre que tivessem vontade, mesmo em locais públicos, caso contrário poderiam morrer.

O artigo, assinado por um certo dr. Martin van Nostrand, foi aceito para publicação com a cobrança de uma taxa de US$ 799. A uromycitisis pertence ao mundo da ficção. Foi criada pelo comediante Jerry Seinfeld em um episódio de 1991 de seu seriado de TV, em que ele precisava inventar uma desculpa para o policial que o flagrou urinando numa garagem. Já Martin van Nostrand foi um pseudônimo criado por outro personagem da série, que finge ser médico em alguns episódios. “Uma busca no Google à doença e ao médico levaria a milhares de referências ao seriado”, disse McCool à revista The Scientist.


Matérias relacionadas

RUI SEABRA FERREIRA JÚNIOR
Brasil se destaca em número de publicações científicas de acesso aberto
PESQUISA BRASIL
Sapo surdo, qualidade do ar, galhas no pampa gaúcho e acesso aberto
VINÍCIUS GARCIA DE OLIVEIRA
Internet das Coisas pode aumentar a produtividade da economia