Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

América Latina e Caribe

Intercâmbio retomado

eduardo cesarBromélia do Cerrado: diversidadeeduardo cesar

Representantes de institutos de pesquisa e programas de biodiversidade de países da América Latina e Caribe se reuniram em agosto, em Buenos Aires, para um workshop cujo objetivo era estreitar o diálogo entre as bases de dados de biodiversidade nacionais, regionais e internacionais. O evento foi uma iniciativa do Programa Biota-FAPESP, do Escritório Regional para América Latina e Caribe do Conselho Internacional para a Ciência (Icsu-LAC) e do Conselho Nacional de Pesquisas Científicas e Tecnológicas (Conicet, na sigla em espanhol), da Argentina. A reunião também contou com representantes da Comissão Nacional para o Conhecimento e Uso da Biodiversidade (Conabio), do México, do Instituto Humboldt, da Colômbia, e do Sistema de Informação em Biodiversidade (SIB), da Argentina, entre outros. Carlos Alfredo Joly, coordenador do Biota-FAPESP, disse que, quando o programa estava sendo planejado em 1997, as lideranças do Conabio e do Instituto Nacional de Biodiversidade (InBio), da Costa Rica, colaboraram apresentando num workshop os erros e acertos de seus programas. “Mas desde então o contato tem sido pequeno”, afirmou.

Republicar