guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Antropologia urbana

Pichadores de São Paulo

commons.wikimedia,orgO artigo “As marcas da cidade: a dinâmica da pichação em São Paulo”, de Alexandre Barbosa Pereira, da Universidade de São Paulo, tem como centro os pichadores na cidade de São Paulo. Trata-se de jovens que inscrevem sua marca em muros, prédios e viadutos da cidade. Tal prática não é apreciada pela população, que vê na pichação uma forma de degradação da paisagem urbana. O estudo aborda o modo particular com que esses jovens se apropriam do espaço urbano pelo estabelecimento de pontos de encontro. Os pichadores têm uma maneira de conceber o centro e a periferia de São Paulo que dialoga com a dinâmica da metrópole. Embora se identifiquem com a periferia de onde são oriundos, eles têm o centro como importante local de atuação. A pesquisa revela como se estabelecem relações de troca, aliança e conflito entre si na cidade.

Lua Nova – nº 79 – São Paulo – 2010

Link para o artigo

Republicar