Imprimir

Ecologia

Águas mortas

Seis meses depois do vazamento da lama com rejeitos de mineração, rio Doce continua sem vida e medidas de restauração permanecem indefinidas. Veja, nas fotos de Eduardo Cesar, o processo de coleta de amostras para análise da contaminação do rio.

Clique nas fotos ou passe com a seta para ver as legendas