Educação

Salário de professor brasileiro

Imagem: léo ramos chaves Média salarial do docente brasileiro de ensino fundamental e médio só supera a dos professores da Indonésia, segundo estudo com cerca de 40 paísesImagem: léo ramos chaves

Os professores brasileiros de escolas públicas de ensino fundamental e médio recebem menos da metade da média salarial dos docentes de outros países avaliados na edição 2017 do relatório Education at a glance, da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). O estudo analisou os valores pagos a professores dos países-membros da OCDE e de algumas economias parceiras, entre elas o Brasil. Nas nações avaliadas, o salário médio no ensino fundamental e médio foi de US$ 29,4 mil por ano, enquanto, no Brasil, os docentes receberam, em média, US$ 13 mil – em valores de 2012, ajustados pela paridade de poder de compra. Luxemburgo é o país com a maior remuneração para essa categoria(US$ 66 mil anuais), enquanto no Chile e no México a média é, respectivamente, de US$ 17,7 mil e US$ 15,5 mil. O único país pior avaliado que o Brasil foi a Indonésia, onde os professores recebem US$ 1,5 mil por ano. Segundo o documento, há uma peculiaridade no Brasil. Aqui, os salários pouco mudam de acordo com o nível (fundamental ou médio) em que se ensina, diferentemente das outras nações. Os professores brasileiros são os que trabalham mais: lecionam 42 semanas por ano, diante de 40 semanas nos outros países. O relatório indica ainda que o salário dos professores titulares das universidades federais brasileiras não está entre os piores: é de cerca de US$ 76 mil por ano, próximo ao que se paga na Noruega, na Finlândia e na Suécia (respectivamente, US$ 73 mil, US$ 80 mil e US$ 81 mil).