Imprimir PDF

Projetos Temáticos

Novas normas

A criação pela FAPESP, em 1990, da linha de auxílio a projetos temáticos propiciou o apoio de longo prazo à realização de projetos de pesquisa por equipes altamente qualificadas. Vencida com sucesso a fase de implantação, com a conclusão dos projetos da primeira leva, detectou-se haver um potencial de demanda qualificada para o programa que poderia ser viabilizada pela flexibilização de algumas de suas normas. Isso foi feito, mantendo-se integralmente os objetivos do programa e os padrões de excelência exigidos do projeto e da equipe.

Os projetos temáticos distinguem-se daqueles apoiados dentro da modalidade tradicional de Auxílio à Pesquisa pela abrangência dá pesquisa proposta e pelo padrão de experiência exigido da equipe executora. As equipes dos projetos temáticos têm o benefício adicional da agilidade no processamento de solicitações complementares, relativas à vinda de professores visitantes, participação em reuniões científicas, bolsas, etc.

Embora continue sendo estimulada a formação de equipes de grande competência, não mais se considera imprescindível a presença Ae dois pesquisadores líderes, admitindo-se que a equipe seja coordenada por um único pesquisador, desde que altamente qualificado. Viabiliza-se, assim, a apresentação de projetos temáticos por pequenas, mas competentes equipes de pesquisa.

Outra novidade é a possibilidade de projetos temáticos serem submetidos com a a única finalidade de qualificar a equipe para os benefícios adicionais, isto é, sem que sejam solicitados, na apresentação do pedido, recursos para a realização do projeto.

Duplicou-se também o número anu- al de rodadas, com os projetos podendo agora ser apresentados quatro vezes por ano, nas datas limites de 28 de fevereiro, 31 de maio, 31 de agosto e 30 de novembro. As propostas serão analisadas em 90 dias.

Republicar