Imprimir PDF

Tecnociência

Onde se forma o magma

Wikimedia commons

Jato de lava de vulcão no Havaí: magma lançado à superfície terrestreWikimedia commons

Mistura de rochas líquidas e incandescentes, o magma pode se formar em regiões mais profundas do planeta do que se supunha. O geólogo Rajdeep Dasgupta e sua equipe na Universidade Rice, nos Estados Unidos, submeteram amostras de peridotito, rocha encontrada no manto, a camada abaixo da crosta terrestre, a pressões bastante elevadas a fim de verificar se elas se liquefaziam. As amostras fundiram-se, mas só a pressões altíssimas como as encontradas 250 quilômetros abaixo do assoalho dos oceanos – antes se achava que isso ocorresse à profundidade de 70 quilômetros (Nature, janeiro de 2013). O resultado ajuda a explicar anomalias observadas nas camadas internas do planeta. Ao analisar a propagação de ondas sísmicas após terremotos, os sismólogos notavam que, em algumas regiões, essas ondas viajavam mais lentamente (indício da presença de rocha liquefeita e menos densa). O grupo de Dasgupta também verificou que as rochas contendo dióxido de carbono e água fundem-se a temperaturas mais baixas. “O magma profundo é o principal agente que transporta ingredientes-chave para a vida, como água e carbono, para a superfície da Terra”, explicou Dasgupta ao serviço de imprensa da National Science Foundation. Formado a grandes profundidades, o magma ascende a regiões mais rasas e pode chegar à superfície do planeta na forma de lava expelida pelos vulcões.

Republish