Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Financiamento

A busca da leveza

EDUARDO CESAR Linha de produção da Embraer: redução de pesoEDUARDO CESAR

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 27,6 milhões para FAPESP e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT). Os recursos serão destinados ao financiamento de projetos para estruturação do Laboratório de Pesquisas de Estruturas Leves (LabPEL), que começa a operar por meio do desenvolvimento de quatro projetos de pesquisa financiados pela FAPESP, pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), pelo IPT e pela Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer). Aos recursos repassados pelo BNDES somam-se ainda R$ 4,7 milhões da FAPESP, R$ 7,4 milhões do IPT, R$ 8,8 milhões da Finep e R$ 42 milhões da Embraer para totalizar o custo de R$ 90,5 milhões previsto para a iniciativa. O LabPEL será instalado em terreno cedido pela prefeitura de São José dos Campos e sua operação ficará a cargo do IPT. O objetivo do laboratório é dominar tecnologias essenciais à competitividade internacional do setor aeroespacial, como a produção de novos materiais para redução do peso das estruturas atuais. Os materiais e tecnologias que serão pesquisados no LabPEL são potencialmente úteis às indústrias automobilística e de autopeças, petróleo e gás, naval e bélica, entre outras.

Republicar