guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

A cronologia das teorias de Galileu

Físicos estão ajudando os historiadores a descobrir em que ano o cientista Galileu Galilei formulou a lei da queda livre. A própria tinta que Galileu usava para escrever está servindo de testemunha. Dentre várias descobertas geniais, o cientista italiano ficou famoso ao descobrir que objetos de diferentes massas caem com a mesma aceleração em direção ao solo. Historiadores da ciência sempre desejaram saber quando e como ele teve essa brilhante idéia, que foi a primeira ruptura com as teorias aristotélicas de movimento. A lei ainda não aparece na obra Do movimento, escrita em 1590, mas está completamente formulada em 1632, quando Galileu publicou seu Diálogo sobre os Dois Máximos Sistemas do Mundo.

Mas as notas escritas entre esses dois trabalhos não são datadas. Por isso, físicos do Instituto Nacional de Física Nuclear de Florença, Itália, estão bombardeando páginas das notas de Galileu com um feixe de prótons e criando raios X com um espectro que revela a proporção de ferro, cobre, zinco e chumbo na tinta. A partir desses dados, os pesquisadores conseguiram identificar mais de 20 diferentes grupos de tintas. E descobriram que a tinta usada na primeira formulação da lei de Galileu foi também empregada em registros financeiros datados de 1604. Agora, combinando as datas das tintas com o que já se sabe sobre a vida de Galileu, os historiadores esperam pôr o restante dos papéis em ordem cronológica e, assim, traçar um quadro ainda mais completo sobre a vida e obra do cientista.

Republicar