guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Brasil

A nova fase da Faperj

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho, assinou um decreto que determina um repasse de 2% da receita tributária líquida do estado para a Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj). De acordo com Ruy Marques, diretor presidente da Faperj, a iniciativa representa uma “revolução para a ciência e a tecnologia do Rio de Janeiro”. A média do orçamento da instituição nos últimos seis anos foi de cerca de R$ 91 milhões. Com a medida, a previsão para 2007 passa a ser de R$ 198 milhões. “A ação não tem precedentes na história do Rio de Janeiro. A medida só tem paralelo na atitude do governador paulista Carvalho Pinto, que na década de 1960 determinou a destinação à FAPESP de um porcentual da receita paulista – uma iniciativa decisiva para a ciência brasileira”, disse Ruy Marques à Agência FAPESP. Uma emenda constitucional estadual promulgada em 2003 previa o repasse de verbas com base em uma porcentagem então não definida. Com o decreto anunciado no mês passado, o governo fluminense garante efetivamente a liberação de 2%.

Republicar